top of page
  • Foto do escritorScarlet Witch

Hawkeye: Resenha

O Natal já está chegando, e o presente do Canary Reviews é uma resenha de Hawkeye prontinha para você, querido leitor. Boas festas e boa leitura!



Antes de mais nada, tenho que admitir uma coisa. Depois de WandaVision, sobre nossa maravilhosa Wanda, e Loki, sobre o vilão mais amado do mundo, e das duas serem simplesmente fantabulásticas, Hawkeye parecia condenada a ser "só mais uma série" no catálogo do Disney+. Mas, como sempre, a Marvel encontrou uma maneira de surpreender. Ao longo das semanas, Hawkeye se provou ser a série mais reconfortante e despretenciosa desse ano do estúdio, e o clima de Natal é capaz de aquecer até os corações mais gelados. Toda a trama, baseada no desejo de Clint de passar as festas com a família, e uma nova heroína que, surpresa, é só uma garota comum de verdade, lembra muito os primeiros filmes do MCU, com esse ar de filme de domingo chuvoso.


Já que comecei a falar sobre o Clint, gostaria de ressaltar que, depois de anos acompanhando seu desenvolvimento no MCU, é possível ver em Hawkeye um outro lado do herói que foi apenas usado como plano de fundo anteriormente. Assim como Wanda e Steve, Clint no fim só desejava ter uma casa de verdade, uma família, ir ao teatro com os filhos assistir um musical sobre seus amigos. Fica claro por que Natasha era tão importante para ele, e por que ela quis se sacrificar no lugar dele em Ultimato. Clint é talvez o vingador mais humano de todos, uma pessoa comum que caiu de paraquedas em um mundo de aliens, robôs e magos, mas agora tem que lidar com as consequências de seu passado.


Quanto à Kate (Hailee Steinfeld), ela é simplesmente a jovem heroína mais adorável de todas e a parceira de que Clint precisava depois de tantas perdas. Ela mora em cima de uma pizzaria, destrói torres de relógios por uma aposta e resgata um cachorro absurdamente fofo, tudo enquanto tenta convencer Clint a ser um pouco menos rabugento. Sua trama é lindamente construída, e só podemos esperar ver muito mais de Kate Bishop futuramente. Hawkeye é uma ótima finalização de uma fase do MCU, um último gostinho dos Vingadores originais, e a introdução da fase nova, com muitos personagens novos, também nos dando uma leve noção de como a junção desses personagens apresentados aleatoriamente até agora vão se unir no futuro. É a série perfeita para encerrar esse ano excelente da Marvel e garantir uma enorme alegria de final de ano.



Antes de desejarmos um feliz natal adiantado, em resumo, Hawkeye é uma doce surpresa natalina, com muitas reviravoltas, Easter Eggs do MCU e a série mais marcante até agora quando se trata de finais e começos. Talvez, ninguém tenha ainda superado Ultimato e todas as mudanças que acontecerão daqui para frente, mas Hawkeye nos lembra que o futuro do MCU será tão bom quanto o passado, apenas diferente. Nossa nota do Canary Reviews é 9,5 para essa adorável série. Agora, sem mais delongas, boas festas à todos e até ano que vem!


P.S. Como sempre, cuidado com as cenas pós-créditos.


"O ex-vingador Clint Barton tem uma missão aparentemente simples: reencontrar-se com sua família no Natal. Mas será que isso é possível? Talvez com a ajuda de Kate Bishop, uma arqueira de 22 anos que sonha em se tornar um super-herói. Os dois são forçados a trabalhar juntos quando uma figura do passado de Barton surge inesperadamente para deixar o espírito festivo cada vez mais distante”.


*Hawkeye está disponível com exclusividade no Disney+

Commentaires


bottom of page